Pioneira das unidades aéreas da Força Terrestre, o 1º Batalhão de Aviação do Exércio (1º BAvEx) foi criado em 03 de setembro 1986 e começou a se organizar em Taubaté, em janeiro de 1988, fazendo assim com que a Aviação do Exército ressurgisse, após um longo tempo de desativação. Em 1989, em 21 de abril, recebeu o (seu) primeiro helicóptero da AvEx, o Esquilo EB 1001, e iniciou suas operações aéreas. Em 1990 e 1993, sofreu transformações organizacionais e mudanças de denominação, proporcionando condições para a criação das demais OM da AvEx, passando inicialmente a ser o 1º Batalhão de Helicópteros e no início de 2005 voltou a sua denominação original: 1º Batalhão de Aviação do Exército.

Vista frontal do 1º Esquadrão de Aviação do Exército                      Hoje, dotado de onze aeronaves HA-1 "Fennec" armadas com lançadores de foguetes de setenta milímetros e com metralhadoras axiais de calibre .50 e nove aeronaves HM-4 "Jaguar" armadas com metralhadoras laterais, mantém-se em constante adestramento para cumprir missões de combate, apoio ao combate e apoio logístico. O Batalhão, com os seus meios orgânicos atuais, está em excelentes condições para executar operações de ataque, reconhecimento, segurança, incursão, infiltração e exfiltração aeromóveis. Destaca-se ainda, a plena operacionalidade de ambas as aeronaves na atividade de reconhecimento e escolta através do sistema "Olhos da Águia" que conta com câmeras de alta resolução capazes de gerar e transmitir imagens em tempo real seja em alta defnição ou infravermelho. Esse sistema de imagens foi empregado com total êxito durante os grandes eventos que o País sediou e em operações de Garantia da Lei e da Ordem em que a Força Terrestre participa.
                    
                    De forma regular, mensalmente presta apoio aéreo a várias unidades (batalhões e regimentos), em todo o território nacional, destacando frações para executarem todas as operações aeromóveis, particularmente as missões de reconhecimento, transporte de pessoal, evacuação médica, condução dos tiros de artilharia e treinamento de tropa em técnicas aeromóveis.

                    Além das missões já descritas, o Batalhão FALCÃO prestou e presta apoio a outros órgãos públicos, como o IBAMA, no controle e monitoramento das queimadas/desmatamentos na Amazônia legal e aos governos estaduais e municipais nos casos de calamidades públicas.

                    Como integrante da Força de Ação Estratégica (FAe), o 1° Batalhão está em condições de ser empregado, a qualquer momento, e em qualquer lugar do país, valendo-se para isso, de suas tripulações e equipes de terra altamente capacitadas e constantemente adestradas para o exercício de sua funções.

                    Este é o 1º Batalhão de Aviação do Exército, ágil, profissional esempre pronto a cumprir suas missões em defesa da Pátria e da Nação brasileira.

************************************